Bom dia! Hoje é sexta-feira, 22 de março de 2019 | 11:57

Polícia proíbe amamentação e mães protestam com 'mamaço' na Argentina / Rádio Metrópole FM - Andradina/SP
Imprimir matéria

24/07/2016 [08h00] | Mundo

Polícia proíbe amamentação e mães protestam com 'mamaço' na Argentina

Duas policiais impediram que mãe amamentasse por estar mostrando peito. Milhares foram às ruas em várias cidades do país.
Polícia proíbe amamentação e mães protestam com 'mamaço' na Argentina Milhares de mulheres protestaram contra as policiais que proibiram uma jovem de amamentar seu bebê na Argentina. As manifestantes fizeram "um mamaço", ou, em espanhol, um "tetazo", em diferentes cidades do país, como Mar del Plata, Rosario, Córdoba e Buenos Aires, segundo a imprensa local.De acordo com a denúncia, a mãe estava sentada em um praça pública. Ela retirou o seio para dar leite ao filho de nove meses, quando duas policiais mulheres se aproximaram e pediram os documentos de identidade. Em sequência, de acordo com os jornais argentinos, as policiais disseram que a mãe estava proibida de amamentar em locais públicos. 

O caso ocorreu no último dia 12, no município de San Isidro, 20 quilômetros ao norte de Buenos Aires. "Me sentei no mastro, em um dos bancos, e comecei a dar o seio. Então, vejo que as policiais ficaram me olhando a alguns uns metros, mas não dei importância", disse a jovem Constanza Santos, de 22 anos, ao jornal El Clarín. "Quando olho para cima, tinha duas policiais, meninas de aproximadamente 20 a 25 anos, e uma me pede meu documento e o do bebê. A outra me diz que não podia amamentar na via pública, que havia uma lei que proibia".

Após a denúncia de Santos, grupos de mães e movimentos feministas combinaram o "mamaço" deste sábado. Nesta sexta-feira, mais de 9 mil pessoas já haviam confirmado presença no evento pelo Facebook. Além de San Isidro, onde ocorreu a situação, mulheres de Buenos Aires, La Plata, Rosário e Córdoba organizaram manifestações.

As apresentadoras do "Notícias 10", um telejornal da província argentina de Río Negro, chegaram a amamentar seus filhos ao vivo para aderir ao protesto.

"É algo natural. Por que escondê-lo?", disse Angie López Fernández, a apresentadora do canal. O programa televisivo divulgou apoio às mães:  "Aderimos à convocação nacional pelo direito das mães a amamentar seus bebes no lugar que acharem conveniente. A lactação materna é um ato natural e necessário".
 

Cidades como Buenos Aires e Córdoba participaram das manifestações (Foto: Enrique Marcarian/Reuters)Cidades como Buenos Aires e Córdoba participaram das manifestações (Foto: Enrique Marcarian/Reuters)
Mais de 9 mil pessoas já haviam confirmado presença em protestos deste sábado (Foto: AP Photo/Agustin Marcarian)Mais de 9 mil pessoas já haviam confirmado presença em protestos deste sábado (Foto: AP Photo/Agustin Marcarian)
Protestos ocorreram em diferentes cidades da Argentina (Foto: AP Photo/Agustin Marcarian)Protestos ocorreram em diferentes cidades da Argentina (Foto: AP Photo/Agustin Marcarian)

Fonte: G1

Comentários

Outras matérias

https://www.facebook.com/

recados

  • vitor tokio | Andradina - SP

    Ao João Batista, o Felipão pode ser lembrado pelo 7 X1, mas não esqueça que foi ele quem trouxe a último mundial para o...

    26/11/2018 às 09h12

  • MATHEUS ANDRÉ GIACOMELLI | ERECHIM - RS

    Ola, tudo bem com todos vocês? Senhores, meu nome é Matheus, sou de Erechim, norte do estado do Rio Grande do Sul, venho...

    17/05/2018 às 16h24

  • EDUARDO DE MELO SOUZA | Carapicuiba - SP

    Boa tarde Meu nome è Eduardo Souza. Sou estudante de Direito na Faculdade Zumbi dos Palmares. Morador da cidade de Car...

    04/05/2018 às 14h00

Escrever recado

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades!

Rádio Metrópole FM 87.9 - Andradina/SP «« Todos os direitos reservados »»
0%
Streaming Local7 Sites